Ventosaterapia

Ventosaterapia como aliado para eliminar as tensões

O Brasil está na lista de países com o maior índice de estresse do mundo. De acordo com diversos estudos, cerca de 70% da população adulta sofre com os sintomas do estresse.

O estresse é uma defesa natural do organismo, que é acionado em situações de perigo para gerar uma reação, porém, quando a intensidade e a frequência dos sintomas se tornam muito altas, além do comum, o dia a dia da pessoa pode ser afetado. Com base nisso, algumas terapias corporais podem auxiliar na diminuição do estresse, como a ventosaterapia, por exemplo.

Continue lendo para saber tudo sobre esta técnica! 


O que é a ventosaterapia?

Ventosaterapia

 

A ventosaterapia é um tipo de tratamento com ventosas (ou cúpulas) que fazem um vácuo quando são postos na pele. O vácuo feito pela ventosa cria a sucção onde as toxinas dos tecidos musculares são liberados e a circulação do sangue melhora.

É isso que explica a sensação de alívio da tensão muscular, da fadiga e das dores após o procedimento e é justamente por esse conjunto de benefícios que a ventosaterapia é tão buscada.

Quem deve se tornar adepto a ventosaterapia?

O tratamento com as ventosas é indicado para eliminar dor nas costas por tensão ou contusão muscular, aliviar inchaços e dores nas articulações, sendo também uma terapia complementar para tratamento da celulite.

Esportistas, geralmente, adoram a ventosaterapia pelo alívio da dor e da tensão muscular causada pelo esforço físico. 

Os benefícios da ventosaterapia

Os principais benefícios da ventosaterapia incluem:

  • Aumento da circulação sanguínea no local tratado;
  • Eliminação de contraturas musculares e pontos gatilho;
  • Vasos sanguíneos fortalecidos;
  • Produção de líquido sinovial dentro das articulações aumentada;
  • Relaxamento para o corpo e para a mente.

 

Como o procedimento é realizado?

Ventosaterapia - Cúpulas

 

O tratamento com ventosas funciona da seguinte forma: o terapeuta deixa a área a ser tratada descoberta e faz a aplicação de um óleo ou creme hidratante, fator que permite que as ventosas deslizem na pele.

Depois disso, é preciso colocar as ventosas na região a ser tratada. As 3 maneiras mais comuns de aplicação de ventosas no corpo são com:

  1. Copo de silicone: é preciso pressionar o copo com os dedos e colocar sobre a pele, pelo vácuo que se cria em seu interior a pele é sugada, deixando a ventosa fixa.  
  2. Copo de vidro: nesse caso, acende-se uma vela e a chama é colocada no interior do copo, logo em seguida o copo é colocado na pele. O vácuo se cria quando o oxigênio do interior do copo é consumido pela vela, e, portanto, suga a região a ser tratada.
  3. Ventosa eletrônica: é preciso posicionar as ventosas no local a ser tratado e, logo em seguida, ligar o aparelho no vácuo que deseja utilizar. Aos poucos, a pele passa a ser sugada e a ventosa fica fixa.

Ainda é possível usar as ventosas com associação de outras técnicas, como as agulhas de acupuntura no interior de cada ventosa, sangria, água ou plantas medicinais. Cada local realiza um tratamento para cada objetivo.

A ventosaterapia pode favorecer a flacidez, mas esse tratamento não deve ser realizado de forma única para eliminar nódulos de celulite, porém, pode ser feito através de um protocolo que envolva a utilização de cremes reafirmantes e aparelhos com radiofrequência.

Além disso, as sessões podem ser únicas ou fazer parte de um plano com sessões em algumas semanas ou meses consecutivos. 

A técnica causa dor, desconforto ou manchas na pele?

Quando uma grande quantidade de vácuo é usada no tratamento, o local pode permanecer levemente dolorido por até 5 dias ou conter marcas roxas pelo corpo, já que nos primeiros minutos do procedimento nota-se a vermelhidão ou cor arroxeada. 

Para evitar que isso aconteça, o profissional pode diminuir a pressão de cada ventosa e não deixar que ela fique fixa em um só local. Uma boa estratégia para que a pele não fique tão marcada e dolorida é usar uma pressão menor e aplicar óleo para movimentar a ventosa. 

Pergunte ao terapeuta quais sintomas são esperados após a realização do procedimento. Dessa forma, você se sentirá mais tranquilo(a), sabendo que eventuais sintomas são esperados. 

Existe contraindicação para a ventosaterapia?

O procedimento em si é muito seguro, mas ainda assim, o tratamento com ventosaterapia possui contraindicações, por isso, não deve ser aplicado nas pessoas que apresentam:

  1. Trombose, tromboflebite ou distúrbios hemorrágicos;
  2. Varizes;
  3. Feridas;
  4. Febre;
  5. Fratura no local a ser tratado.

A ventosaterapia também deve ser evitada durante a gestação, especialmente se não houver aval médico. Algumas situações que precisam de atenção mas que não são totalmente proibidas para a ventosaterapia são: 

pessoas com pressão descontrolada ou que desejam fazer a terapia logo após a prática de exercícios e a aplicação em regiões que não tenham uma boa camada muscular. 

Ventosaterapia no Espaço Prana Spa

Se você se encaixa no grupo de pessoas recomendado para o procedimento e sentiu ainda mais vontade de alcançar esses benefícios da ventosaterapia, você pode fazê-lo em uma das unidades do Espaço Prana Spa.

Nosso espaço é aconchegante e altamente relaxante, propício para uma verdadeira experiência para corpo e mente. Prezamos por profissionais altamente qualificados, com formação técnica e especialista no assunto que passam por treinamento dos protocolos da casa, além de estarem em constante reciclagem para aprimoramento das técnicas.

Para adquirir uma sessão de ventosaterapia conosco, clique no link abaixo:

 

>> COMPRAR UMA SESSÃO DE VENTOSATERAPIA <<

Cadastre-se e receba nossas promoções e novidades