5 Dicas para combater o estresse

O dia 23 deste mês é marcado como o Dia Internacional de combate ao Estresse. A temática é de suma importância nos dias atuais, visto que a maior parte da população mundial sofre ou já sofreu com os efeitos físicos e psicológicos que ele acarreta.
O estresse pode ser de 3 tipos diferentes: agudo, crônico e o pós traumático.
Estresse agudo é uma reação do corpo a um episódio estressante, como presenciar um assalto, por exemplo. Os sintomas da reação ao estresse agudo pode se revelar como palpitação cardíaca, aumento da pressão arterial, sudorese nas mãos, diarréia, insegurança, apreensão.
Quando uma pessoa se mantém continuamente estressada e passa a fazer parte da rotina, o estresse pode estar se tornando crônico. A preocupação com o orçamento familiar que não fecha a conta  o fim do mês, não conseguir se desligar das atividades do trabalho mesmo quando não está no escritório, entre outros exemplos, são características do estresse crônico. Começa a ser um fator de risco para a ansiedade e/ou depressão, além de desencadear fadiga, desgaste, esgotamento, alteração de sono, desânimo e dores no corpo.
Há ainda o estresse pós traumático, que se desenvolve após a pessoa ter sido vítima ou testemunha de atos violentos ou de situações traumáticas que representaram. Quando ele se recorda do fato, revive o episódio como se estivesse ocorrendo naquele momento e com a mesma sensação de dor e sofrimento vivido na primeira vez. Essa recordação, conhecida como revivescência, desencadeia alterações neurofisiológicas e mentais.
A prevenção ao estresse não é fácil, pois o indivíduo não consegue ter controle de todos os fatores ambientais que a estressam, mas atitudes simples podem ajudar a ter uma vida mais equilibrada.

Aqui vão 5 dicas de como combater o estresse no dia-a-dia:

1- Descanse bem

Quase metade dos adultos estressados ficam acordados à noite. Para facilitar uma boa noite de descanso, não tome bebidas com cafeína e remova distrações do quarto, como televisão e computador. Tenha uma rotina, com horário certo para se deitar.

2 – Alimentação equilibrada

Procure não se descuidar de sua alimentação. Faça a ingestão de mais alimentos naturais, como frutas, verduras e grãos, e menos alimentos processados, com alto teor de sódio e gorduras saturadas.

3 – Atividade Física

Vale aquela que lhe dá prazer. De nada adianta se matricular na aula de yoga se não se identifica com a proposta da atividade. O exercício físico pomove a oxigenação dos tecidos, além de manter os níveis de hormônios do bem em atividade no corpo.

4 – Massagem

Reserve um tempo na sua agenda para receber uma massagem. É uma terapia que causa relaxamento muscular, além de promover sensação de bem estar psíquico e emocional.

5 – Busque ajuda

O acompanhamento de um psicólogo ou psiquiatra é importante. Eles poderão ajudar a identificar as situações que contribuem com o aumento do estresse e acompanhar com sessões de terapia.

Lilian Yaginuma
Coordenadora técnica do Espaço Prana Spa

Texto elaborado com base nos sites:
http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/50196-dia-mundial-de-combate-ao-estresse
https://www.minhavida.com.br/saude/temas/estresse